Concatedral de São João de Malta

Concatedral de São João de Malta

A fachada austera da Concatedral de São João é a antítese do seu interior. Trata-se de um dos templos barrocos mais impressionantes do mundo que abriga tesouros como A decapitação de São João Batista, de Caravaggio.

A Concatedral de São João é uma joia barroca que reflete o legado dos Cavaleiros de São João em Valletta. É uma das visitas imprescindíveis de Malta devido ao contraste entre a fachada austera e a riqueza do interior, que não deixa nenhum visitante indiferente.

As origens da catedral

Após a vitória dos Cavaleiros da Ordem no Grande Cerco de Malta em 1565, os fundos arrecadados e a riqueza acumulada foram usados ​​para construir uma nova cidade, Valletta, com uma grande concatedral consagrada a São João Batista.

Os cavaleiros ordenaram a construção do templo a Gerolamo Cassar e o desenho do interior ao maltês Mattia Preti. Seis anos depois, em 1578, a Concatedral de São João foi concluída e se tornou o templo barroco mais importante de Malta.

Hoje em dia, é possível ver as pedras de mármore do piso da nave central, onde estão enterrados 400 cavaleiros da Ordem, entre os quais se destaca o fundador da capital maltesa Jean Parisot de la Vallette.

Uma visita imprescindível

A Concatedral de São João é um exemplo do esplendor do barroco em Malta. Sua decoração e seus ornamentos carregados de elementos dourados são difíceis de encontrar em qualquer outro lugar do país.

A catedral é formada por uma nave central e oito capelas laterais, que representam as diferentes línguas faladas na Ordem. É interessante dar uma olhada em cada capela, decorada com motivos e símbolos da nacionalidade que ela representa.

Sem dúvida, o elemento mais impressionante da Concatedral é a abóboda. A pintura é obra do mestre italiano Matta Preti, que aplica um realismo supremo em cada figura representada. Preti também decorou as paredes laterais do altar principal, pintadas com cenas da vida de São João Batista.

As paredes da concatedral são esculpidas e decoradas diretamente sobre o calcário, uma técnica muito complicada e avançada para a época.

Obras de Caravaggio na catedral

Sem dúvida, um dos momentos mais interessantes da visita à Concatedral de São João é contemplar as duas pinturas de Caravaggio. A decapitação de São João Batista é a pintura mais importante e preside um grande salão ao lado da catedral. É uma das obras-primas de Caravaggio, que residiu em Malta por uma temporada e fazia parte dos Cavaleiros da Ordem.

Na Concatedral de São João, está também São Jerônimo Penitente, uma obra de menor tamanho, mas cheia de simbolismo.

Horário

De segunda a sexta: das 9:30 às 16:30 horas.
Sábados: das 9:30 às 12:30 horas.
Domingos e feriados: fechado.

Preço

Adultos: 10€
Aposentados: 7,5€
Estudantes: 7,5€
Menores de 12 anos: entrada gratuita

Transporte

Ônibus: linha 133 até a parada Gang.